Paraná pede prorrogação do prazo de plantio de milho safrinha


Estado justifica o pedido pelas condições climáticas adversas (altas temperaturas e falta de chuvas) que retardaram a semeadura da soja
 
O setor produtivo do Paraná pediu ao Ministério da Agricultura mais 20 dias além do prazo usual de semeadura para implantar as lavouras de milho segunda safra no Estado.
 
Em nota, a Secretaria de Agricultura diz que a solicitação, assinada pelo secretário Norberto Ortigara, pelo presidente da Organização das Cooperativas (Ocepar), José Roberto Ricken, e da Federação de Agricultura (Faep), Ágide Meneguette, justifica o pedido pelas condições climáticas adversas (altas temperaturas e falta de chuvas) que retardaram a semeadura da soja no Estado.
 
“A consequência é o atraso da colheita, impedindo o plantio do milho safrinha dentro do melhor período recomendado pelo Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC)”, diz.
 
“Para proteger os produtores rurais de perdas, que impactariam os custos das cadeias produtivas de proteínas animais, o setor requereu a prorrogação do prazo de semeadura 2019/2020.”
 
Fonte: Portal DBO / Estadão de Sao Paulo
Anterior Alta do dólar e queimadas na Austrália devem impulsionar mercado da carne no começo de 2020
Próxima Mais gente para se alimentar: População da China aumenta para 1,4 bilhão de habitantes